O EDPCOOLJAZZ é um festival que aposta na fusão de sonoridades, passando pelo Blues, Soul, Jazz, Funk.
O festival realiza-se em Cascais, num espaço onde a aliança entre património, natureza e música marca a diferença nas noites de verão.
Um conceito original que promete provocar sensações e experiências inesquecíveis.
Cartaz David Byrne
Autor de músicas como “Burning Down the House” ou “Once in A Lifetime” – músicas essas que ainda ecoam nos nossos ouvidos nos dias de hoje e que serão ouvidas nesta edição do EDPCOOJAZZ -, David Byrne é um artista intemporal e uma constante fonte de inspiração. Tem colaborado com artistas tão diversos como St. Vincent, Fatboy Slim, Brian Eno e, mais recentemente, Oneohtrix Point Never.
Cartaz Gregory Porter
E quem são os BADBADNOTGOOD? É como imaginar juntar na mesma sala John Coltrane, Herbie Hancock e Kaytranada.
Chega de Ontario (Canadá) um dos grupos mais únicos da cena musical do momento. Assim mesmo, sem fronteiras entre improvisação jazzística com groove do futuro ao mesmo tempo com uma atitude rock’n’roll “ao vivo”.
Cartaz Gregory Porter
O EDPCOOLJAZZ recebe este aclamado artista na sua apresentação em Portugal de “Nat King Cole & Me”, sucessor de “Liquid Spirit” (2013) e “Take Me To the Alley” (2016), dois álbuns vencedores de Grammys que afirmaram Porter como uma superestrela global e um dos maiores cantautores jazz da sua geração, e que com certeza farão parte do repertório deste concerto especial.
Cartaz Van Morrison
Jessie Ware é uma das vozes da nova vaga musical britânica que se revelou ao colaborar com artistas contemporâneos como SBTRK, Sampha e Disclosure. O espectaculo da cantora londrina celebra todo o lado coolness, sofisticado, entre o consagrado e emergente, que o festival EDPCOOLJAZZ apresenta ao longo dos 15 anos de existência.
Cartaz Van Morrison
Van Morrison, músico com um legado musical extraordinário, com 50 anos de carreira, vai atuar no dia 28 de julho em Cascais. Nos 15 anos do EDPCOOLJAZZ, o intérprete irlandês da Soul e do Rhythm and Blues apresenta o seu mais recente trabalho “Versatile”, um álbum de standards de jazz que leva Morrison a revisitar as suas origens na música: o Jazz.